Crítica Homem Aranha: De Volta ao lar

Em 2002 não fui a estréia de “Homem Aranha” de Sam Raimi estrelado por Tobey Maguire. Naquela época, eu com a idade do Peter Parker já era fã dos quadrinhos do aracnídeo a um bom tempo.

15 anos e 2 reboots depois corrigi minha ausência na estreia assistindo a “Homem-Aranha: De volta ao lar”. Aqui deixo algumas impressões de fã sobre o filme. Atenção: em cada título de tópico eu aviso sobre a existência de spoilers.

Para pular os spoilers vá direto para o Resumão de Homem Aranha de Volta Ao Lar Sem Spoilers

Spider-Man-Homecoming-Poster-Header_1050_591_81_s_c1

História com spoilers

O filme conta a história de um Peter Parker adolescente interpretado por Tom Holland. O personagem está mais jovem na aparência e no comportamento comparado aos homens aranhas vividos por Tobey Maguire e Andrew Garfield.

Nesse filme nada de recontar a já conhecida história da origem do personagem. Isso significa, nada de aranhas radioativas ou da morte do Tio Ben, que nem é explicitamente citado no filme.

“Homem Aranha: De volta ao Lar” começa mostrando os escombros deixados pela Batalha de Nova Iorque do primeiro filmes dos Vingadores, de 2012.

O ganho dessa batalha é usado para contar a história de Adrian Toomes que vê seu negócio de limpeza dos escombros ser assumido de uma hora pra outra por uma empresa de Tony Stark.

Adrian Toomes afastado formalmente do negócio passa a roubar e contrabandear peças dos escombros e se torna o vilão Abutre interpretado de forma excepcional por Michael Keaton.

Aliás, provavelmente uma das melhores coisas do filme é ter transformado o Abutre de um vilão secundário e com propósitos mal construídos nos quadrinhos em um personagem com motivações claras e uma história convincente.

spiderman-homecoming-trailer-9

A atuação de Michael Keaton cria um vilão coerente tanto na figura de Adrian Toomes quanto na do Abutre colocando o espectador em dúvida sobre a nobreza das motivações do personagem.

Apenas o Doutor Octopus de Homem Aranha 2 parece um vilão aracnídeo tão interessante quanto esse Abutre.

Oito anos se passam depois da batalha e somos apresentados a Peter Parker no melhor estilo youtuber adolescente gravando sua participação como Homem Aranha nos acontecimentos de “Capitão América: Guerra Civil”.

Depois dos acontecimentos de Guerra Civil, Peter Parker volta para sua casa no Queens, em Nova Iorque. Aqui pela única vez no filme a trilha sonora inspirada pelo tema clássico do Homem Aranha ganha destaque.

Peter Parker interpretado por Tom Holland vive os conflitos de lidar com sua recém adquirida identidade secreta e as inseguranças típicas de um adolescente. Nesse ponto, o filme acerta ao tornar a escola um dos principais cenários da vida de Peter.

Nesse ambiente escolar alguns clichês foram suavizados. Flash interpretado por Tony Revolori, o típico fortão/valentão da escola nos quadrinhos agora é um rapaz comum com tendência a tirar sarro dos colegas.

A garota bonita inteligente e mais velha por quem Peter Parker tem um “crush” (como vocês jovens costumam dizer) é Liz interpretada por Laura Harrier. Completam o grupo de amigos, Zendaya no papel de Michelle e o melhor amigo e gordinho Ned interpretado por Jacob Batalon.

As cenas entre os amigos Peter Parker e Ned são muito divertidas e naturais e dão uma sensação de estar assistindo Chris e Greg direto de “Todo mundo odeia o Chris”.

Ganke, o amigo de Miles Morales que serve de inspiração para Ned em Homem Aranha de Volta ao Lar.

Ganke, o amigo de Miles Morales que serve de inspiração para Ned em Homem Aranha de Volta ao Lar.

Ned, que descobre a identidade secreta do amigo antes da metade do filme, parece ter saído diretamente dos quadrinhos do Homem Aranha Ultimate, onde o personagem Ganke é o viciado em Lego e melhor amigo de Miles Morales, o Homem Aranha desse universo. As cenas com Lego deixam clara a referência.

O Homem Aranha, recém chegado de uma das maiores batalhas do universo Marvel, se vê ajudando a evitar crimes nos subúrbios de Nova Iorque.

Um dos pontos legais do filme é escolher focar na região do Queens onde Peter Parker vive com sua tia, afastando a ação do centro de Nova Iorque.

Mas Peter Parker não está satisfeito em ser apenas o amigão da vizinhança e passa o filme todo tentando provar seu valor para si mesmo e principalmente para Tony Stark, o Homem de Ferro.

É nesse contexto que Homem Aranha passa a interferir nos negócios criminosos do Abutre gerando toda a ação e as reviravoltas da história.

A participação do Homem de Ferro

Apesar da preocupação comum de várias fãs de que o filme poderia destacar mais o Homem de Ferro do que o Homem Aranha isso não ocorre.

Tony Stark serve de mentor de Peter Parker e suas aparições ocorrem de forma pontual e sem roubar o foco.

Dá para encarar as participações de Tony Stark como substituição da presença do Tio Ben. Claro, com uma carga moral menor.

A atuação de Michael Keaton e Tom Holland

A atuação do Michael Keaton como mencionada se destaca. A cena em que Adrian Toomes conversa com Peter Parker no carro é um exemplo da qualidade do ator.

Tom Holland está excelente na figura do Homem Aranha e Peter Parker. O ator talvez seja o mais carismático dos 3 que viveram o personagem no cinema e sua atuação contribui para deixar o filme leve e divertido.

É um filme leve e descontraído com referência a clássicos dos anos 80 mas sem o destaque dos filmes de Sam Raimi (contém spoilers)

Referência ao Clube dos Cinco em Homem Aranha de Volta ao Lar

Referência ao Clube dos Cinco em Homem Aranha de Volta ao Lar

“Homem Aranha: De Volta ao lar” é um filme muito leve e divertido que deixa os fãs de quadrinhos felizes.

Tem até uma cena sobre superação aparentemente inspirada em uma história em quadrinhos clássica do personagem em Amazing Spiderman 33.

Há também referência sutil ao uniforme do aranha de ferro, dado por Tony Stark ao Homem Aranha nos quadrinhos da Guerra Civil.

Também existem referências a filmes dos anos 80, incluindo um cena inteira em homenagem a “Curtindo a vida adoidado” e uma foto promocional no estilo “Clube dos cinco”.

Além disso Tom Holland já disse em entrevista que parte de seu objetivo era ser um Marty McFly (De Volta para o Futuro) dessa geração.

O filme acerta na descontração. Ainda assim deixei a sala de cinema com a sensação de não ter visto nenhuma cena memorável como algumas presentes nos dois primeiros filmes com Tobey Maguire.

“Homem Aranha: De volta ao lar” encaixa muito bem o universo do Homem Aranha ao universo cinematográfico da marvel. Mas por enquanto quando nos lembrarmos das cenas mais marcantes do personagem no cinema ainda vamos ter que revisitar o beijo de Peter Parker e Mary Jane em Homem Aranha (2002) ou toda sequência de ação no trem em Homem Aranha 2.

Outros vilões coadjuvantes também estão presentes (contém spoiler)

Além do Abutre outros vilões dos quadrinhos estão presentes embora sem destaque. Eles são membros do grupo do Abutre: O Consertador e Shocker. Também está presente no final do filme a figura do assassino Mac Gargan: O Escorpião.

O filme tem duas cenas extras

O filme tem duas cenas extras. Uma durante os créditos e outra depois dos créditos.

Resumão sobre Homem Aranha de Volta ao Lar – sem spoiler

Spider-Man-Homecoming-Poster-3-featured

“Homem Aranha: De Volta ao Lar” é um filme bastante divertido como o personagem merece. Existe um clima de “Curtindo a vida adoidado” com os dilemas típicos da adolescência e os dilemas próprios do Homem Aranha encarando a responsabilidade sobre seus poderes.

O Homem de Ferro não rouba a cena e a história da aranha radioativa não é contada novamente, o que é bom. Bom também é não ser mais um filme sobre os Vingadores salvando o universo mas sobre um personagem bastante humano lidando com problemas também muito humanos.

Tom Holland está muito bem no papel principal e é muito carismático. Michael Keaton é excelente no papel de Adrian Toomes e do Abutre. Tomara que futuros vilões da franquia sejam tão bem aproveitados.

O filme está cheio de referências e homenagens. Desde referências aos quadrinhos antigos e recentes como a filmes adolescentes dos anos 80.

Talvez a cena mais icônica do filme seja o Homem Aranha em um telhado do subúrbio comendo um sanduíche. Senti falta de alguma cena memorável como algumas cenas dos dois primeiros filmes do Homem Aranha do Sam Raimi com Tobey Maguire.

É um filme que funciona bem dentro do universo de filmes da Marvel e um bom filme para se assistir tanto para quem é fã de quadrinhos quanto para quem só conhece o cabeça de teia das telas de cinema.

  • Jota Teles

Compartilhar:

Seja a primeira a comentar

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked