Resenha: Não Chore, Não – Mary Kubica

Assim que eu recebi o livro Não Chore, Não  da Editora Planeta confesso que fiquei super ansiosa pela leitura, afinal, Não Chore, Não é o segundo livro da autora Mary Kubica que eu leio, o primeiro foi A Garota Perfeita e eu amei demais aquele livro.

capa do livro - não chore, não

Em Não Chore, Não conhecemos Quinn, uma jovem que após uma noite de farra e bebedeira ao acordar em seu apartamento percebe que Ester, sua amiga e roommate desapareceu. Nisso Quinn começa a buscar pistas para tentar descobrir se sua amiga Ester realmente desapareceu ou se apenas resolveu ir embora sem avisar.

Em paralelo a história de Quinn, Não Chore, Não nos apresenta Alex, um jovem que mora em uma pequena cidade e decidiu desistir da faculdade para ficar cuidando do pai alcoólatra. Em mais um dia de trabalho na lanchonete, Alex avista uma moça que atrai sua atenção de forma que ele não consegue tirá-la da cabeça e ele resolve apelidá-la – somente em sua cabeça – de Pearl.

páginas do livro - não chore, não - mary kubica

resumo do livro - não chore, não - mary kubica

Infelizmente é bem difícil fazer uma resenha de Não Chore, Não sem sair soltando spoilers. Quem já leu algum livro de Mary Kubica sabe que a trama é cheio de mistérios que vão se desenrolando aos poucos, e o desfecho pode ser trágico e claro que nesse livro não aconteceria diferente.

O livro é narrado por Quinn e Alex alternando os capítulos, e apesar de Ester e Pearl serem personagens chave na trama, as histórias de Quinn e Alex acabam ganhando mais destaque, mas no fim, acabei me frustrando um pouco porque eu queria saber ainda mais desses dois personagens, mas a história sempre volta para Pearl e Ester.

lombada do livro - não chore, não de Mary Kubica

contra-capa do livro - não chore, não

E outra coisa frustrante é o fim de Alex, fiquei triste, realmente eu não queria aquilo, simplesmente o considerava um cara que merecia todas as chances de ser feliz na vida, mas enfim!

Infelizmente Não Chore, Não não foi tão surpreendente quanto A Garota Perfeita, nesse novo livro o desenrolar da história não teve tanta emoção e se tornou até cansativo, dando a sensação de que nunca sairíamos daquele ciclo monótono. Em si Não Chore, Não não é um livro ruim, mas como eu criei muitas expectativas acabei me frustrando.

Compartilhar:

Seja a primeira a comentar

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked