Resenha: O Fim de Eddy – Édouard Louis

O livro     O Fim de Eddy     provavelmente entrará para lista dos melhores livros que li esse ano.     O Fim de Eddy     é a primeira obra do autor Édouard Louis e se trata de uma autobiografia trazendo a vida de um garoto que se sente diferente ao crescer cercado por uma sociedade machista, homofóbica e conservadora.

Capa do livro - o fim de eddy

O livro     O Fim de Eddy     se passa nos anos 90 e lá encontramos o jovem Eddy Bellegueule, responsável por narrar o livro e que vivia em uma pequena vila industrial ao norte da França onde ele começa a descobrir sua sexualidade e se vê tendo que lidar com uma comunidade machista e conservadora e muitas vezes tentando ser o que ele realmente não é, heterossexual.

Apesar de     O Fim de Eddy     ser um romance, Édouard Louis se inspirou em sua própria história para escreve-lo. Vindo de origem simples, com um pai alcoólatra e racista e uma mãe que precisava dividir a atenção entre vários filhos, Louis nos mostra o quanto foi difícil para ele tentar esconder sua sexualidade.

Parte 1 do livro - O Fim de Eddy

Parte 1 do livro – O Fim de Eddy

Parte 2 do livro - O Fim de Eddy

Parte 2 do livro – O Fim de Eddy

Eddy tinha trejeitos femininos, voz fina e não gostava das “atividades de macho” que os outros homens da vila fazia, porém, ao saber das consequências que o seu eu poderia causar na vida dele, Eddy fica sempre tentando mudar a voz e as atitudes para que os demais pensem que ele é um macho hétero como todo os outros meninos da vila.

Para mim, as partes mais chocantes do livro se passam dentro da escola. Eddy precisava lidar com todo tipo de humilhação e tortura, apenas por causa do seu jeito de ser e Eddy se via sempre com a frase na cabeça “Hoje eu vou ser durão” tentando de todas as formas se forçar a ser o que não era para fugir das agressões e preconceitos.

contra-capa do livro - o fim de eddy

capa e resenha do livro - o fim de eddy

Ainda bem jovem, no começo de sua adolescência Eddy tem a sua primeira experiência homoafetiva com alguns colegas e é ai que ele percebe que a sua luta não será apenas contra a sociedade, mas também contra seu próprio corpo e vontades.

O Fim de Eddy      é um livro forte que nos faz pensar no sofrimento e angustia de tantas pessoas que precisam esconder quem realmente são por medo do que uma sociedade preconceituosa e machista pode fazer, tornando-se um martírio solitário e dolorido.

Compartilhar:

Seja a primeira a comentar

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked