Resenha: O Poder – Naomi Alderman

Capa do livro O Poder de Naomi Alderman

Como seria o mundo se o poder patriarcal da sociedade fosse trocado? É uma sociedade assim que nós conhecemos no romance distópico O Poder de Naomi Alderman que ganhou o prêmio Baileys Women’s Prize for Fiction.

O Poder gira em torno de quatro personagens principais: Allie, uma adolescente norte americana que vive com uma família adotiva onde ela é abusada; Roxy, uma adolescente inglesa que faz parte de uma família de mafiosos; Tunde um jovem jornalista nigeriano e Margot, prefeita de uma cidade norte americana que tem duas filhas para criar.

O livro é contado ao longo de 10 anos e vemos como a sociedade vai mudando aos poucos e o poder vai invertendo de lado. Tudo começa quando algumas jovem garotas começam a desenvolver um estranho poder, elas conseguem criar correntes elétricas apenas utilizando as mãos, e as correntes elétricas podem ser de várias intensidades, até podendo matar uma outra pessoa.

páginas do livro - O  Poder

Lombada do livro - O Poder de Naomi Alderman

No começo os garotos começam a ser separados das garotas, para evitar que eles se machuquem, mas aos pouco essas garotas também conseguem passar seu poder para mulheres mais velhas e a cada dia que passa as mulheres se tornam mais temidas pela sociedade.

Durante anos as mulheres foram vistas como o sexo frágil e foram os homens que sempre estiveram no poder, com essa habilidade das mulheres se espalhando por vários lugares do mundo, chegando em alguns lugares onde as mulheres resolvem assumir o poder e homens passam a ter medos de andar sozinhos na rua, de serem violentados e todos os medos que nós mulheres sempre tivemos passa a assombrar a vida dos homens.

Contra capa livro O Poder de Naomi Alderman

De início parece realmente interessante ter mulheres no poder, mas com o passar dos anos isso vai se tornando perturbador, afinal, as mulheres começam a ser tão cruéis quanto os homens chegando ao ponto de violenta-los e fazer com que eles não passem de objetos para reprodução e prazer.

Ao começar ler O Poder pensei que Naomi Alderman fosse nos levar a uma sociedade onde as mulheres deram a volta por cima e conseguiram finalmente atingir a igualdade de gênero, mas com os atos horríveis que nos deparamos nos livros, percebemos que na verdade as mulheres resolvem se vingar por séculos de abuso fazendo-os passar por todo o sofrimento, vergonha e humilhação que uma mulher passa.

Resenha do livro O Poder de Naomi Alderman

O Poder é um livro forte, poderoso e que precisa ser lido por todos, com seu desenrolar trágico ele é capaz de nos fazer ver o presente que a sociedade tenta ignorar, afinal, todo o medo e violência que os homens passam no desenrolar do livro, nada mais é do que o que as mulheres passam diariamente dentro e fora de casa.

Compartilhar:

Seja a primeira a comentar

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked