Resenha do filme: Moonlight – Sob a luz do luar

cena do filme : Moonlight: Sob a luz do luar

O filme “Moonlight: Sob a luz do luar” foi construído com base em uma peça de teatro que não chegou a ser lançada. O longa conta a história de Chiron, um garoto negro, nascido na periferia de Miami e sem nenhuma base familiar.

resumo do filme - moonlight sob a luz do luar

Divido em três partes, o filme mostra toda a vida de Chiron, passando pela infância, adolescência e adulto.

Aos 9 anos Chiron é conhecido como Little e já é um menino desconfiado, perseguido por outros garotos e que usa do silêncio como um mecanismo de defesa.

filme moonlight sob a luz do luar - crítica

critica do filme - moonlight sob a luz do luar

Na adolescência Little não gosta de apelidos e quer ser chamado pelo seu nome de batismo, Chiron, é quando ele começa a descobrir sobre sua sexualidade, mas isso o enche de duvidas e  nessa fase ele sofre ainda mais bullying no colégio. Chiron anda sempre sozinho pelos cantos e até mesmo Kevin, um de seus poucos amigos, acaba virando as costas pra ele e ainda por cima precisa aguentar uma mãe drogada.

Chiron se torna um adulto frio e distante, a primeira vista, parece um homem de sucesso, mas apenas com alguns minutos de filmagem já podemos ver que não.

O filme explora um pouco mais a fundo papeis corriqueiros no mundo do cinema, como o garoto que começa a entender sua sexualidade, o traficante – em Moonlight é conhecido como Juan – que se torna uma espécie de mentor de Chiron, a mãe viciada em crack, o amigo que talvez por medo, resolve ficar lado dos agressores.

resumo do filme - moonlight - sob a luz do luar

Descrever esse filme ou mesmo tentar fazer um resumo é bem complicado, ver como foi à evolução de Chiron, aquele garoto triste, sozinho e que com o passar do tempo tudo parece ficar ainda pior é algo avassalador.

Moonlight: Sob a luz do luar é um filme forte, cheio de pontos sociais bem complexos e acredito que ele nem precisaria de muito dialogo para se fazer entender e passar sua mensagem. Com certeza merecia ganhar um Oscar.

 


Compartilhar:

1 Comment

Helen Coppi

about 8 months ago

Parece bem intenso mesmo.

Reply

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked