Resenha: Nem tudo será esquecido de Wendy Walker

livro - nem tudo será esquecido - Wendy Walker

Jenny Kramer é uma adolescente que esta super ansiosa pela festa de uns amigos do colégio, mas chegando lá ela se decepciona porque o garoto que ela estava afim vai com outra menina, então Jenny resolve encher a cara e ela acaba sendo estuprada!

Os pais de Jenny, Tom e Charlotte, quando descobre o que aconteceu a filha, ficam desolados, porém, Charlotte é sempre mais prática e tenta ser sempre durona e resolve aceitar que a filha passe por um procedimento com drogas que apagaram as memórias daquela noite, pensando assim que a filha irá se recuperar mais rápido daquele trauma e conseguirá seguir sua vida.

resumo - nem tudo será esquecido

livro - nem tudo será esquecido - resenha

Tom, o pai de Jenny é bem diferente da mãe. Ao conhecer esse personagem o considerei um pouco fraco, mas isso porque a mãe era quem tomava todas as rédeas da família. Ao contrário de Charlotte, Tom era contra o procedimento para apagar a memória da filha, afinal, a partir  desde momento, tudo o que ele queria era encontrar o agressor da filha, mas como ele nunca conseguia debater com a esposa, Jenny acaba passando pelo procedimento.

livro - nem tudo será esquecido - resumo

resenha - nem tudo será esquecido - livro

Jenny acabou esquecendo o que aconteceu naquela noite, mas nunca mais foi a mesma, ela se sentia muito mal e angustiada, mas não conseguia entender o porque, ela tenta mostrar para os pais que esta bem, porém, por dentro ela esta devastada, o que acabou trazendo muitos problemas emocionais.

Jenny não tinha lembranças do estupro, mas o terror vivia em seu corpo.

O livro é todo narrado em primeira pessoa, e nos primeiros capítulos é bem difícil conseguir entender quem está narrando, mas com o decorrer da história tudo vai ficando mais claro (mas se eu contar aqui quem é o narrador, perde a graça rs].

capa do livro - nem tudo será esquecido - Wendy Walker

Nem tudo será esquecido” é um livro bem perturbador, a riqueza de detalhes (até do estupro) deixa qualquer um de cabelos em pé e a forma como Wendy Walker escreve é bem clara, fria e objetiva, me fez ficar muito envolvida na história que é cheia de reviravoltas.

Não acredito que é um livro que agrada a todos, contém bastante violência e meche muito com o nosso psicológico, mas para quem gosta de suspense psicológico, é uma leitura obrigatória.

Compartilhar:

Seja a primeira a comentar

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked