Resenha: O trem dos órfãos

resenha - o trem dos órfãos

Eu não deveria escolher livros pela capa – ou deveria ? – mas as vezes isso se torna impossível, e foi justamente isso que aconteceu quando eu vi o livro O trem dos Órfãos. Com uma capa linda eu apenas dei um lida na sinopse e acreditei que seria uma boa leitura – e foi mesmo!

Eu adoro histórias em fatos reais, sempre que vejo um filme ou pego um livro que foi inspirado em fatos reais eu consigo viajar ainda mais do que já viajo normalmente hehe, e O trem dos órfãos mistura fatos reais com ficção, portanto, muitos pontos positivos.

páginas do livro - o trem dos órfãos

No livro acompanhamos a vida de duas personagens: Vivian, uma senhora de 91 anos que vive de forma tranquila e Molly, uma jovem de 17 anos que é cheia de problemas emocionais para resolver, e apesar de não parecer, as duas tem muito em comum.

Tanto Vivian quanto Molly são órfãs e elas acabam se conhecendo, após, Molly ter que fazer um trabalho comunitário para não ir parar em um reformatório e assim acaba indo parar na casa de Vivian para ajudá-la a arrumar algumas caixas antigas que Vivian guarda no sótão de sua casa.

No começo Molly se matem meio distante de Vivian, indo lá apenas para cumprir com sua obrigação, mas após um trabalho de escola ela descobre que Vivian foi uma das passageiras do trem dos órfãos e aí as coisas começam a mudar e quem sabe uma grande amizade não se inicia, né! Haha

página do livro - o trem dos órfãos

resumo do livro - o trem dos órfãos

Que infância mais miserável é essa, saber que ninguém a ama ou está tomando conta de você … Estar sempre do lado de fora, olhando para dentro. Eu me sinto uma década mais velha do que a idade que tenho. Sei demais, tenho visto pessoas no seu pior estado, no seu momento mais desesperado e egoísta, e esse conhecimento me fez desconfiar de tudo. Então, estou aprendendo a fingir, a sorrir e assentir, para mostrar uma empatia que eu não sinto.

Ah, o livro é alternado entre passado (1929-1943) quando Vivian conta sua vida para Molly, e o presente (2011) onde vemos a história através dos olhos de Mooly.

Eu nunca soube da existência do trem dos órfãos até ler esse livro, ele transportou milhares de crianças nos Estados Unidos entre os anos de 1854 e 1929 procurando famílias que queriam adotar uma criança ou apenas usufruir de sua mão de obra.

No fim do livro encontra-se fatos e fotos reais mostrando um pouco mais sobre o trem que transportava as crianças, fazendo assim que a gente comece a pensar ainda mais sobre como foi aquela época e na tristeza que aquelas crianças carregavam.

resenha - o trem dos órfãos

E para a edição da Editora Planeta eu só posso dizer que adorei, a fonte esta com um tamanho ótimo, páginas amareladas e aquela capa maravilhosa.

O trem dos órfãos é um livro para se ler com calma e ir digerindo cada acontecimento – a maioria triste – que é narrado por seus personagens. Para amantes de drama que envolve fatos reais, é um livro que deve-se ter na estante.


Compartilhar:

Seja a primeira a comentar

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked