Fui a um show do U2 pela primeira vez e te conto como foi

Eu cresci apaixonado por rock, especialmente pela banda Queen, também ouvia muito Led Zeppelin e Black Sabbath.

O U2 passou quase despercebido nas minhas playlists até alguns anos atrás quando eu e a Natalia começamos a namorar. Ela é uma grande fã do U2. Desde criancinha.

Então quando o U2 anunciou shows da turnê The Joshua Tree para o Brasil eu e ela compramos ingressos.

O show foi no último sábado 21/10 e aqui conto para vocês a minha experiência como alguém que foi a seu primeiro show grande e ao seu primeiro show do U2.

Que horas chegar no show?

Foto de U2Br http://u2br.com/

Foto de U2Br http://u2br.com/

 

O show de abertura com Noel Gallagher’s High Flying Birds começou às 19:20. Chegamos no estádio às 15:00 e ficamos em um bom lugar na fila do portão 15.

Chegar cedo e ter um bom lugar na fila nos ajudou a ter um bom lugar na arquibancada quando entramos.

Trocando ingressos de estudante por inteira.

Tivemos problemas no site da Tickets for Fun ao comprar nossos ingressos. Ficamos na fila um bom tempo para comprar e quando chegou nossa vez só apareciam ingressos de estudante. Compramos os ingressos mesmo sem ser estudantes.

Trocamos os ingressos facilmente na bilheteria do Morumbi, que fica logo na entrada do estádio.

É importante deixar esse recado aqui, se você comprou ingressos de meia mas devia ter comprado inteira basta ir até a bilheteria e pagar a diferença para trocar o ingresso. O próprio site da Tickets For Fun te garante isso.

A vista da arquibancada 4.

Vimos o show da arquibancada 4, lado direito do palco. Esse é o lado oposto a bateria e onde é mais comum ver o The Edge.

A foto abaixo mostra a distância entre arquibancada e palco.

Por @sjnat no instagram https://www.instagram.com/p/BakaMcZj2Qv

Por @sjnat no instagram https://www.instagram.com/p/BakaMcZj2Qv

Expectativa para começo do show

Foto de U2Br http://u2br.com/

Foto de U2Br http://u2br.com/

O U2 entrou no palco por volta as 21:20 naquele sábado ao som de Sunday Bloody Sunday e gritos de mais de 70 mil pessoas no estádio Morumbi.

Como eu disse eu nunca tinha visto um show grande antes e já me surpreendi positivamente logo no início com a qualidade do som e a energia das pessoas no estádio.

Sunday bloody sunday é um hino e é surpreendente ouvi-la sendo tocada na abertura. É um empurrão e tanto na platéia.

O shows seguiu com New Year’s Day, Bad e Pride (In the Name of Love).

Antes de Bad Bono interagiu com o público, contou que a banda esteve no Copan em São Paulo, elogiou a grandiosidade do país e das pessoas e disse “one day you will have politicians that deserve you” (um dia vocês terão políticos que mereçam vocês).

O comentário levantou a platéia.

Where The Streets Have No Name

Foto de U2Br http://u2br.com/

Foto de U2Br http://u2br.com/

Where The Streets Have No Name é o segundo ponto alto do show. O riff de guitarra característico do começo da música fez todo mundo vibrar e mostrou a banda na parte superior do palco em frente ao telão.

É a primeira música do disco The Joshua Tree e uma das minhas músicas preferidas.

Quem já viu outros shows do U2 com Bono correndo o palco inteiro durante a abertura pode achar que a banda perdeu o fôlego. Deixo a discussão para quem já esteve ao vivo em mais de um show. Eu adorei a música.

Uma grande experiência The Joshua Tree

U2 em SP: 1º show (Foto: Marcelo Brandt / G1)

U2 em SP: 1º show (Foto: Marcelo Brandt / G1)

Como provavelmente você já sabe, todas as músicas do álbum The Joshua Tree são tocadas nesse show, na ordem do álbum.

As mais conhecidas do público são as quatro primeiras: Where The Streets Have no Name, I Still Haven’t Found What I’m Looking For, With or Without You e Bullet the Blue Sky.

Ouvir um álbum inteiro sendo tocado assim deixa a experiência um pouco mais rica, parecendo que a conexão entre as músicas é mais natural e dá sentido pro show como um todo tanto quanto para as músicas separadas.

A parte do shows dedicada ao disco termina com Mothers of the Disappeared. Em um momento dessa música Bono diz “Presente”.

O telão gigante é uma experiência a parte!

Foto de Sombras e Árvores Altas https://sombrasearvoresaltas.blogspot.com.br

Foto de Sombras e Árvores Altas https://sombrasearvoresaltas.blogspot.com.br

Me chamou muita atenção o telão usado no shows.
Além do tamanho gigantesco os vídeos passados também ajudavam a contar parte da história de cada música ou guiar a platéia por determinadas sensações.

Numa entrevista recente para o Fantástico, Adam diz que a grandiosidade dos shows do U2 pode ser usada para atingir uma ligação emocional com o público. Acho que conseguiram.

Veja a entrevista completa no site da Globo

Destaque para um vídeo curto no estilo cowboy citando a estupidez de Trump e seu muro.

Foto da Rolling Stone http://rollingstone.uol.com.br/

Foto da Rolling Stone http://rollingstone.uol.com.br/

O vídeo é abertura da canção Exit, uma das melhores e das mais pesadas músicas do show na minha opinião.

Veja o vídeo de Exit

Depois de Mothers of the Disappeared

O setlist do show termina assim:

  • Beautiful Day
  • Elevation
  • Vertigo
  • You’re the Best Thing About Me
  • Ultraviolet (Light My Way)
  • One
Foto de Sombras e Árvores Altas https://sombrasearvoresaltas.blogspot.com.br

Foto de Sombras e Árvores Altas https://sombrasearvoresaltas.blogspot.com.br

Durante Beautiful Day Bono cantarolou trechos de Mais que Nada do Jorge Ben, de quem sou fã. Acabei descobrindo isso só depois de ter saído do show.

Acontece que eu estava apreensivo esperando Ultraviolet 🙂

A música foi dedicada às mulheres do mundo com o telão mostrando imagens de várias delas incluindo as brasileiras Maria da Penha e Taís Araújo.

Pós show do U2

Foto de Sombras e Árvores Altas https://sombrasearvoresaltas.blogspot.com.br

Foto de Sombras e Árvores Altas https://sombrasearvoresaltas.blogspot.com.br

Sair do Morumbi após o estádio foi tranquilo.

Uma dica preciosa é: a SPTrans colocou ônibus extras da linha Praça Ramos de Azevedo nas saídas do estádio. Os ônibus partem do ponto da Jorge João Saad a 400 metros do estádio e passam por um trecho da Consolação próximo da Avenida Paulista.

Finalmente meu primeiro show do U2 me deixou uma impressão muito boa sobre a banda. Gosto mais do U2 hoje do que gostava antes do show embora a fã oficial/profissional continue sendo minha companheira Natalia 🙂

Eu iria a outro show desses com toda a certeza, é um grande espetáculo e as músicas são verdadeiros hinos.

Abraço


Compartilhar:

Seja a primeira a comentar

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked