13 jun , 2016

Resenha: Você se lembra de mim?

em Livros

capa do livro - você se lembra de mim ?

Sempre ouvi falar muito bem dos livros da Megan Maxwell, porém, nunca tinha pego nenhum pra ler e resolvi começar por um que a Editora Planeta me enviou, que foi o “Você se lembra de mim?” ao ler a sinopse na contra-capa do livro não achei que ele seria lá essas coisas, mas como nunca fui de desistir de um livro, resolvi seguir em frente.

Logo no começo do livro tem uma nota da autora onde ela revela que o livro é divido em duas partes e a primeira é real, é baseada na história de amor dos pais dela, ai já comecei a me interessar mais.

A primeira parte do livro se passa na década de 60 e conta a história de Carmem e Loli, duas irmãs espanholas que partem rumo a Alemanha em busca de emprego e no meio da viagem elas conhecem Tereza uma espanhola que também estava indo para Alemanha em busca de uma vida melhor e ali nasce uma grande amizade. Já na Alemanha elas vão morar em uma pensão para moças e lá elas conhecem Renata, uma alemã que fuma e tem o costume de usar calças, coisas bem modernas para uma moça naquela época, no começo as espanholas acham estranho aquele comportamento de Renata, mas depois deixam o preconceito de lado e acabam virando grandes amigas.

resenha do livro - você se lembra de mim?

livro - você se lembra de mim - resenha

Elas não se desgrudam durante muito tempo, sempre saiam para dançar, jantar e passear, até que Teresa conhece um rapaz que as amigas não aprovam seu relacionamento com ele (com toda razão!) e ela acaba se distanciando. Mas as outras três ainda não se desgrudam. Dia vai e dia vem, Carmem e Loli acabam conhecendo dois militares norte americanos e acabam se apaixonando, Carmem começa a namorar Teddy e Loli namora com Darío e eles fazem planos para o futuro, casamento e tudo mais.

A primeira parte do livro se trata principalmente da história de Carmem e Teddy, o amor que um sente pelo outro é imenso, mas como o destino nos prega muitas peças, Teddy é mandado para guerra do Vietnã. A partir daí é história se torna bem pesada e triste e acaba meio que do nada.

A segunda parte do livro se passa 35 anos depois e é fictícia, já nos anos 2000 e aí teremos a história da filha de Teddy e Carmem, Alana.

Alana é uma personagem excelente, super sexy, divertida, independente, com ótimas falas. Ela é uma jornalista da revista Exception de Madri que é envia a Nova York junto com sua amiga e fotografa Isa para fazerem algumas reportagens.

Lá em Nova York elas resolvem sair para passear e Isa conhece Karen e se apaixona, e Karen tem muitos amigos e claro, Alana acaba se interessando por um deles também, Joel, mas isso até ela descobrir que ele era militar, daí ela entra em pânico, lembra de todo o sofrimento da sua mãe e faz o possível pra se afastar desse homem.

livro - você se lembra de mim - resumo

resumo - você se lembra de mim - Megan Maxwell

Livro - Você se lembra mim ? - Megan Maxwell - resenha

A primeira parte do livro é linda, mas eu achei bem cansativa, o que me motivou realmente a lê-la foi saber que era em fatos reais e eu queria muito saber o fim daquela história de amor, já a segunda parte me fez querer devorar o livro em poucos minutos, porque os fatos foram se desenvolvendo de forma rápida, engraçada e realmente conseguia me deixar apreensiva pra saber o que ia acontecer.

O titulo do livro carrega uma grande carga emocional (quem lê, entenderá) por isso achei a escolha perfeita.

Amei cada detalhe desse livro, não sei se é porque logo de cara fiquei sabendo que aquela era realmente a história de alguém, mas a forma como a autora relata os fatos, ricos em detalhes, faz toda a diferença.

Na primeira parte do livro a gente encontra algumas partes do diário de Carmem e de cartas que ela trocava com Teddy enquanto ele estava no Vietnã e no fim do livro ainda se encontra algumas fotos da família, ah, estava quase esquecendo de mencionar que praticamente toda a história  é recheado de ótimas dicas musicais. Com certeza “Você se lembra de mim?” já ganhou um lugar todo especial no meu coração.


Compartilhar:
09 jun , 2016

Filme: Como eu era antes de você

em Filmes

movie - me before you

O Taubaté Shopping em parceria com a Moviecom pra minha absurda felicidade me convidou pra assistir a pré-estreia do tão esperado filme “Como eu era antes de você” (aqui no blog também tem a resenha do livro).

E não faz nem 24 horas que eu assisti ao filme e ainda estou tentando me recuperar (a mesma sensação de quando eu li o livro haha), é lindo é, mas também é muito triste!

Pra quem não sabe bem sobre o que se trata a história do filme, vou fazer um resumo rápido.
Fala sobe a vida de Will um rapaz rico, bem-sucedido, com uma bela namorada e que ama praticar esportes, até que um trágico acidente o deixa para sempre preso a uma cadeira de rodas. Após dois anos do acidente Will faz um plano para o seu destino e seus pais pedem a ele seis meses pra tentar faze-lo mudar de ideia, por isso os pais de Will contratam Louisa Clark. Louisa é uma garota desastrada, que adora moda, mas não sabe usa-la muito a seu favor, fala pelos cotovelos e nunca teve experiência em cuidar de alguém como Will, mas como precisa de dinheiro para ajudar sua família, resolve aceitar o emprego de cuidadora. No começo encontra dificuldade pra interagir com Will, mas com o passar do tempo os dois vão se tornando bem próximos e o filme bem lindo, hehe.
Olhando assim parece uma história comum como já vista em outros filmes? Sim, parece, mas após ver o filme creio que muita gente vai mudar de ideia.

Tem muita gente que pode considerar a decisão que Wil toma no fim do filme egoísta, mas isso vai do ponto de vista, porque também podemos considerar a vontade de Lou egoísta, basta se colocar no lugar de cada um.

filme como eu era antes de você - convite - pre estreia

Pra quem leu o livro, viu que ficou faltando muita coisa, mas os pontos principais estão presentes no filme. Um receio que eu tinha de assisti-lo era que pudessem ter mudado o fim da história original, mas ainda bem que não fizeram isso, porque apesar de triste, é aquela história que quem amou o livro vai ir em busca no cinema.

A escolha do Sam Claflin e Emilia Clarke para interpretar os papeis principais foi perfeita, eles conseguiram passar a essência dos personagens, divertir e emocionar a plateia (no cinema se ouvia risadas logo no inicio do filme e no fim só aqueles snifs snifs e muitas lágrimas e olhos vermelhos quando acenderam as luzes).
Outro ponto que não posso deixar de falar é sobre a trilha sonora linda, ainda estou cantando mentalmente e pelos cantos algumas músicas da trilha, principalmente a do Ed Sheeran naquela cena fofa.

O filme “Como eu era antes de você” estreia nos cinemas brasileiros no próximo dia 16 de Junho  e  se você quer chorar, mas sair do cinema satisfeito por ter visto um lindo filme, essa é a escolha certa.

 


Compartilhar:
06 jun , 2016

Resenha: Soppy – os pequenos detalhes do amor

em Livros

resenha - soppy - os pequenos detalhes do amor

Gente, eu ganhei do meu namorado a HQ mais fofa, linda e realista do mundo dos relacionamentos que já foi inventada na história desse planeta (nunca li nenhuma outra, mas ela é linda, fofa e ponto final!)

Já ouviram falar na palavra Soppy? Não? A tradução dessa palavra seria algo como meloso, romântico demais, grudento demais, mas a HQ que leva o mesmo nome “Soppy- os pequenos detalhes do amor” é romântica sim,  porém, não é tão fantasiosa como quando a gente pensa em algo muito meloso ou romântico.

HQ - Soppy - os pequenos detalhes do amor

resumo - soppy - os pequenos detalhes do amor -HQ

Em “Soppy – os pequenos detalhes do amor” a autora e designer  inglesa Philippa Rice mostra como é seu relacionamento com seu namorado Luke Pearson, mas ela não mostra só aquelas partes boas, lindas e maravilhosas, ela mostra toda aquela parte do cotidiano mesmo, como a ida ao supermercado, decidindo quem lava a louça, passeios na chuva, roubando a coberta no frio, ela mostra com muita delicadeza como é a vida de um casal embaixo do mesmo teto.

resumo - HQ - Soppy - Philipa Rice

resenha do livro Soppy de Philippa Rice

HQ - Soppy - os pequenos detalhes do amor - resenha

Os desenhos são bem simples, todos com tons de preto, branco e vermelho e através deles a gente acompanha desde o inicio do namoro até quando eles decidem ir morar junto, e em cada quadrinho eu fui me identificando com várias coisas de um relacionamento (apesar de ainda não morar debaixo do mesmo teto que o José haha), mas alguns quadrinhos como quando eles moravam longe e ficavam horas conversando pelo computador, ou dividindo o banheiro enquanto escovam os dentes, ou quando um lê e o outro faz carinho na cabeça, ou no aconchego ao ver um filme em dias frios, enfim, se você tem um relacionamento pelo menos em alguns dos quadrinhos você acaba se identificando.

Livro de Philippa Rice - Soppy - Os pequenos detalhes do amorContra capa da HQ - Soppy - os pequenos detalhes do amor - resenha

Eu só consigo descrever esse livro em duas palavras, MUITO AMOR, sério, é muita fofura, ela passa de uma forma engraçada, mas ao mesmo tempo leve e linda como é o cotidiano de um casal, peguei o livro e devorei-o em alguns minutos (pra vocês sentirem o grau de quanto eu amei!).

Ele é uma ótima dica de presente de dia dos namorados se sua namorada/namorado gosta de ler, acompanho de um chocolatinho, é perfeito hehe.

Beijos da Nat.


Compartilhar:
04 jun , 2016

Dicas para presentear no dia dos namorados 2016

em Não categorizado

Com a aproximação do dia 12 de Junho, todo ano aumenta o número de pesquisas na internet feitas por pessoas interessadas em encontrar o presente criativo para o dia dos namorados.

Gráfico de pesquisas no google por presentes de dia dos namorados

A minha experiência presenteando e sendo presenteado pela minha namorada nos últimos anos tem me permitido servir de conselheiro de presente para casais.

O que posso afirmar é que o segredo para um bom presente do dia dos namorados é o segredo para um bom presente no geral: o significado é mais importante que o custo. Todos os presentes do mundo um dia irão se deteriorar mas os seus significados, se relevantes, sobreviverão ao tempo.

Entendí. Na prática: que presente eu devo dar para minha namorada?

Caixas com estampa de pinguim e pinguim de pelúcia

Mesmo os clássicos como chocolate e flores podem funcionar.

Presentear sua companheira com clássicos como chocolates, pelúcias e/ou flores pode ser uma boa ideia desde que o presente contenha um significado relevante e não seja algo que ela tenha motivos particulares para não gostar (nada de dar flores para uma namorada alérgica ou que as detesta).

Exemplo: Ao invés de comprar qualquer uma das cestas de chocolate prontas da vitrine, que tal selecionar os itens da cesta? Você pode incluir ali os tipos preferidos de chocolate da sua companheira e quem sabe uma pelúcia diferente da padrão.

A melhor amiga da criatividade na hora de criar presentes é a observação, se você se lembra que sua companheira gosta de chocolate branco, inclua-os na cesta propositalmente como uma forma de dizer: “eu me importo com as coisas que você gosta”. Esta talvez seja uma das mensagens mais importantes do presente.

Mas se sua namorada ou namorado (acredito que a dica seja válida para homens também) prefere coisas práticas e úteis para o dia a dia, ainda assim é possível adicionar significado e observação ao presente e para isso acredito que nada funcione mais que a famosa cartinha.

“Verba volant a manent”

Capa de livro/cartão do Snoopy

“As palavras voam e os escritos permanecem”. A inclusão de uma cartinha é parte essencial da mensagem capaz de criar o significado de um presente. O que você sente vontade de expressar para a pessoa que você ama se ela pudesse te ouvir atentamente e longe das distrações do dia a dia? Mais do que habilidade com a escrita, essa carta deve incluir abertura, sinceridade, e se possível bom humor.

Se expressar por escrito pode parecer difícil para muitas pessoas, ainda mais quando o assunto em questão envolve os próprios sentimentos. Caso você encontre dificuldades sugiro que escreva sua carta tentando responder as seguintes perguntas:

  • Quais são as duas coisas boas que eu mais pensei sobre minha companheira recentemente?
  • Que sentimento mais me ocorre quando penso sobre meu relacionamento?
  • Cite um momento íntimo e especial ocorrido nos últimos tempos entre vocês. Pode ser algo que depois de ocorrido tenha sido lembrado pela sua companheira como algo bom.
  • O quanto ela é sortuda por ter na vida dela alguém como você 😛
    • É bom lembrar que a exposição desses sentimentos pode indicar uma abertura saudável em uma relação a dois e deve ocorrer em um relacionamento suficientemente amadurecido em que ambas as partes são capazes de gerenciar honestamente suas expectativas em relação ao outro e a si mesmos. Poder se abrir com alguém é um presente também para quem se abre.

      Veja aqui dicas de como presentear com cartões no dia dos namorados

      O site Nota Terapia escreveu mais alguns motivos para não abandonarmos a arte de escrever cartas.

      Experiências são melhores que coisas

      Outro mantra recorrente quando o assunto é presentear diz que experiências são melhores que coisas, o que vai de encontro a ideia de que significado é melhor que custo. Se você acredita nisso aproveite a data de dia dos namorados para tentar criar essa experiência. Você pode fazer isso saindo para jantar em um restaurante diferente ou em casa preparando um balde de pipoca, arrumando a sala para ficar extremamente aconchegante e servindo sua companheira numa noite despreocupada de Netflix.

      Pense na data como se fosse um segundo aniversário da outra pessoa, isto, é uma data especial em que o outro é foco das atenções.

      Reconhecer a individualidade do outro

      Lembre-se que reconhecer a individualidade do outro é uma maneira especial de presenteá-lo e um dos segredos de relações maduras e estáveis. Ao mesmo tempo em que minha companheira reconhece a importância do meu papel como seu parceiro também me sinto presenteado quando sou reconhecido pela minha individualidade, minhas metas, personalidade, desejos e características peculiares.

      Exemplo: se a pessoa que você ama vem passando por um período de transição na vida profissional, dar um presente que simbolize seu apoio nessa transição é uma boa ideia, se sua namorada tem pensado constantemente em começar a se dedicar a fotografia profissional, presenteá-la com um curso online de fotografia que ela já tenha mencionado pode ser uma ideia boa.

      Se sua namorada adora moda e você não gosta tanto, ainda assim é uma boa ideia presenteá-la com artigos de moda. Reconhecer a individualidade do outro não significa deixar de reconhecer a sua própria.

      O site Papo de Homem entrevistou sete mulheres sobre os melhores e piores presentes que já receberam no dia dos namorados.

      Finalizando: resumo e ideias práticas.

      Página interna do livro Soppy
      Foto de Soppy do site Pequenina Vanilla

      Agora é com você, na hora de presentear lembre-se:

      • Significado é melhor que custo;
      • Expressar-se através de cartas requer maturidade e gera um valor duradouro;
      • Experiência é melhor que coisas;
      • Reconheça a individualidade do outro e o apoie.

      Caso ainda existam dúvidas de como presentear, deixo algumas sugestões legais:

      Poster com imagem do Snoopy dos Peanuts extraída do site Posters Minimalistas

      Só não se esqueça de adicionar significado para esses presentes e feliz dia dos namorados! 😀


      Compartilhar:
25 mai , 2016

05 nerds para nos encher de orgulho no dia do orgulho nerd

em Aleatoriedades

Dia 25 de Maio o mundo celebra O Dia da Toalha em uma referência a chamada trilogia de 5 livros do Guia do Mochileiro das Galáxias.
A toalha, como mencionada na série de Douglas Adams é um dos itens mais essenciais na vida de um viajante interestelar, merecendo uma página de destaque em um de seus livros e diversas menções divertidas.

Por aqui tem se chamado o dia 25 de Maio também de “Dia do orgulho nerd”, nome que encontra menos adeptos entre os “nerds” mas é mais facilmente difundido em lojas especializadas em conteúdos para amantes de tecnologia. De qualquer forma, o dia 25 de maio é uma data de celebração do legado de Douglas Adams mas também da importância da cultura nerd no mundo.

Apesar de todos os estereótipos sobre a falta de habilidade social dos nerds, sua timidez e a suposta pouca aptidão para a conquista, os nerds tem de modo geral e cada vez mais desempenhado papéis fundamentais na sociedade. Se você ainda tem alguma dúvida disso separamos um seleto grupo de cabeças pensantes que muitas vezes não são conhecidas do público mas que causaram um impacto na mundo capaz de mudar o modo como vivemos nosso dia a dia.

1. Nikola Tesla

Foto de Nikola Tesla

O inventor sérvio Nikola Tesla foi mais do que um contemporâneo e rival de Thomas Edison. Tesla foi um verdadeiro revolucionário e incomparável em sua paixão pelo conhecimento e produção científica nos campos da engenharia mecânica e eletromagnetismo. Entre as mais de 300 patentes atribuídas ao inventor, incluem-se a corrente alternada, o princípio da transmissão sem fios e outras invenções presentes no nosso dia a dia.

Tesla em sua época acabou sendo visto como louco pela sua personalidade excêntrica e por seu compromisso com a ciência muitas vezes sobrepor-se a seus compromissos financeiros como quando propôs que a energia elétrica no mundo fosse tão abundante que devesse ser distribuída gratuitamente.

No entanto foi este mesmo compromisso com a ciência que fazem com que Tesla seja algumas vezes lembrado como o primeiro nerd.

2. Aaron Swartz

Foto de Aaron Swartz

Se você já assinou um feed de um blog, saiba que esse recurso foi planejado por um grupo de pessoas onde se destacava um garoto de apenas 12 anos de idade chamado Aaron Swartz. Aaron Swartz desde cedo mostrou-se interessado em como a tecnologia poderia ser usada para resolver problemas em benefício da coletividade e tornar público o conhecimento disponível na rede mas de difícil acesso. Aaron em vida também foi um ativista digital, um dos responsáveis pela campanha contrária a aprovação das leis CIPA e PIPA que .segundo especialistas, acabariam com a liberdade na internet.

O filme “O menino da internet” (disponível no Netflix) conta como Aaron foi perseguido pelo governo dos estados unidos pelas suas tentativas de tornar públicos trabalhos de domínio público pelos quais se devia pagar pelo acesso a editoras. Aaron acabou se suicidando em 2013, deixando um exemplo de amor pela cultura do compartilhamento e pela ampla difusão da ciência e do conhecimento.

3. Jonas Salk

Foto de Jonas Salk

Jonas Salk foi um médico virologista responsável pela criação da primeira vacina de poliomelite quando essa doença era considerada como um dos maiores problemas de saúde pública dos Estados Unidos. Jonas Salk também trabalhou em vacinas para o vírus da AIDS em seus últimos anos de vida e merece menção honrosa em uma lista de nerds por seu amor ao conhecimento e compromisso com a humanidade expresso em sua célebre frase: ‘A quem pertence a minha vacina? Ao povo! Você pode patentear o sol?’

4. Marie Curie

foto de Marie Curie

Primeira mulher a ganhar um nobel, primeira e única pessoa a ganhar dois nobel em áreas distintas da ciência (física e química). De origem Polonesa, Marie foi pioneira no estudo da radioatividade. Tendo descoberto dois elementos da tabela periódica, o rádio e o polônio, Marie teve uma vida de dificuldades financeiras ao se mudar para França, mas se manteve lecionando e estudando. Além disso durante sua vida sofreu preconceitos por seu sexo e por sua origem polaca.

Marie não patenteou o procedimento de isolamento do rádio, facilitando para que outros cientistas investigassem a fundo as propriedades deste elemento.

5. Isaac Asimov

Foto de Isaac Asimov

Embora o escritor de origem russa Isaac Asimov não seja notoriamente reconhecido por suas contribuições científicas, é difícil fazer uma lista de nerds notáveis sem a inclusão do nome de um dos criadores e maiores escritores de ficção científica. Asimov ultrapassou o número de 400 livros escritos, entre eles obras que inspiraram filmes como “Eu, robo” e “O homem bicentenário” e seu clássico de ficção científica “A fundação”.

Grande entusiasta da divulgação científica, Asimov escreveu livros populares para explicação de conceitos científicos e suas evoluções históricas. Além disso, Asimov previu a criação de uma “biblioteca computada global, na qual todo o conhecimento da humanidade será armazenado e de onde qualquer item desse total poderá ser retirado por requisição”, considerada por algumas pessoas uma previsão da existência da internet.

Mesmo sabendo que a lista poderia ser bem maior, por enquanto paramos por aqui, com a esperança de ter trazido para a nossa celebração do dia da toalha a memória de alguns grandes nerds que foram motivados pela busca e compartilhamento do conhecimento.

Conhece mais algum nerd que merece destaque? Comenta aí e feliz dia da toalha.


Compartilhar: