09 Feb , 2019

Resenha: Mais Que Amigos – Lauren Layne

em Livros

Sinopse:   Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um romance inesquecível?

Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que os dois nunca tenham tido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro – pelo menos não no amor.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém melhor do que seu grande amigo para lhe mostrar os prazeres da solteirice … certo?

capa do livro - Mais Que Amigos

Bom gente,  Mais Que Amigos   é um livro indicado apenas para quem curte aquele clichê de comédia romântica, afinal, desde a primeira página a gente já sabe sem sombra de dúvida como o livro vai terminar.

Só para vocês entenderem um pouco melhor sobre a amizade de Parker e Ben, eles se conheceram na faculdade e desde então se tornaram inseparáveis, e sim, pode acreditar nunca rolou nada entre eles, por mais que todo mundo desconfie, mas como você já deve ter imaginado e como o nome do livro já entrega – Mais Que Amigos – sim, eles vão ter um caso. Sim, isso é o spoiler mais obvio do mundo haha.

páginas do livro - Mais Que Amigos

resenha do livro - Mais Que Amigos

Mesmo depois de formados, Parker e Ben dividem um apartamento e enquanto Ben leva a vida de galinha pegador, Parker namora Lance, um rapaz sério, inteligente e super responsável, mas de uma hora para a outra esse relacionamento chega ao fim e é ai que começa todo o auê da história, que se eu contar a vai perder totalmente a graça porque dai vou entregar detalhes demais.

A gente conseguiu contornar todos os clichês sobre homens e mulheres serem amigos, por que não superaria o clichê de que o sexo estraga a amizade?

O livro   Mais Que Amigos   é uma leitura bem rápida e fluida pelas suas 220 páginas, desde o início a autora Lauren Layne já deixa bem clara qual a sua proposta, portanto, se você não curte esse tipo de leitura não há porque investir tempo para depois sair falando mal, afinal, o livro se sai muito bem no que propõe.

contra capa do livro - Mais Que Amigos

Mais Que Amigos   tem partes divertidas, outras nem tanto, trechos cansativos e outros bem empolgantes. Como falei lá no começo, é clichê do início ao fim, mas para quem curte uma comédia romântica e só quer um livro para se distrair e se divertir,   Mais Que Amigos    é uma proposta agradável.

Compartilhar:
28 Jan , 2019

Resenha: Asiáticos Podres de Ricos – Kevin Kwan

em Livros

Sinopse Asiáticos Podres de Ricos:   Quando Rachel Chu chega a Cingapura de braço dado com o namorado, o charmoso Nicholas Young, para acompanhá-lo ao casamento de seu melhor amigo, ela acha que vai apenas conhecer a família dele e aproveitar os dias de descanso em um dos lugares mais lindos do mundo. Só que Nick não mencionou alguns detalhes … Como o fato de sua família ter muito, muito dinheiro e de ele ser o herdeiro mais cobiçado da Ásia. E o tal casamento … é o evento do ano!

Resenha do livro - Asiáticos podres de ricos

Em pouco tempo, Rachel se vê transportada para um episódio de Gossip Girl, só que na Ásia e com pessoas podres de ricas, que não vão poupar uma simples professora universitária de fofocas, intrigas e armações do jet set asiático. Isso sem falar na mãe de Nick, que está prestes a se jogar de cima de um prédio, tamanho o desgosto de ver o filho esfregar uma CNA (leia-se Chinesa Nascida na América) na cara da família e que contratou até um detetive particular para investigar as origens da jovem e saber se ela está à altura do filho.”

O livro   Asiáticos Podres de Ricos  é o primeiro da série   Crazy Rich Asians  do autor Kevin Kwan lançado aqui no Brasil pela Editora Record e que me fez devorar 490 páginas em apenas três dias.

Em    Asiáticos Podres de Ricos    conhecemos a protagonista Rachel Chu, uma jovem professora de economia que namora Nick Young, um também jovem professor, mas de história.

Rachel Chu nasceu na China, mas se mudou para os EUA ainda bebê, já Nick Young cresceu em Cingapura e se mudou para os EUA para poder estudar, agora que já faz quase dois anos que eles estão namorando, Nick resolve convidar sua Rachel para ir ao casamento de seu melhor amigo em Cingapura e de quebra poder conhecer a família dele, porém, Nick deixa de contar algo muito importante sobre a sua família para a namorada, eles são podres de ricos.

lombada do livro - asiáticos podres de ricos

Ao chegar em Cingapura Rachel é apresentada a um mudo que ela jamais imaginaria onde ela conhece pessoas maravilhosas e outras nem tanto assim, se vê cercada por intrigas familiares, mas também por passeios a lugares exclusivos e ótimos banquetes de encher os olhos.

Asiáticos Podres de Ricos  é um drama super divertido, com excelentes diálogos e a maneira que o autor vai nos levando para dentro do mundo excêntrico dos multimilionários é leve e cheia de descobertas que nos faz ter empatia pela mocinha e torcer para que ela tenha paciência e jogo de cintura para lidar com tanta coisa que está acontecendo em sua vida tudo ao mesmo tempo.

contra capa do livro - asiáticos podres de ricos

Ao ler    Asiáticos Podres de Ricos   eu me senti assistindo uma novela porque são tantos personagens conectados de alguma forma que a impressão que temos é que em algum momento vamos perder o rumo da história e não conseguir entender mais quem é quem, porém, isso não acontece graças a maneira que o autor montou sua obra.

Geralmente eu não gosto muito das mocinhas em livros, mas Rachel Chu foi uma grata surpresa. A filha única criada por uma mãe solteira é uma personagem sensata e muito cativante, fugindo do que se espera das mocinhas melosas e dramáticas. E claro, assim como qualquer outra reles mortal, Rachel fica deslumbrada ao descobrir a verdadeira vida de seu namorado, porém, em nenhum  momento ela tira o pé da realidade e se torna uma personagem mesquinha ou mesmo esquece de sua história de vida.

Confesso que eu também fiquei deslumbrada com tanta riqueza, alguns exemplos são personagens que a cada nova estação vão até Paris comprar coleções de roupas de estilistas de alta costura, ou na abertura do livro que conhecemos uma tia de Nick (ainda criança) que ao chegar a um hotel onde tinha reserva para toda a família acaba sofrendo preconceito e resolve compra-lo e demitir o gerente.

capa do livro - asiáticos podres de ricos

Asiáticos Podres de Ricos    com certeza é um dos livros mais divertido que já, com excelentes diálogos e leitura fluida é muito gostoso viajar por dentro desse mundo tão longe da realidade e tirar aquele esteriótipo de asiático gênio e só os ver mesmo como bilionários excêntricos.

Portanto se você está em busca de uma leitura divertida, onde tem drama, comédia, romance e mais um monte de coisa    Asiáticos Podres de Ricos    é uma excelente opção, e só uma observação, ele vai virar filme!

Compartilhar:
22 Jan , 2019

Resenha: Um Amor Perdido – Alyson Richman

em Livros

Sinopse:    Na Praga do pré-guerra, Lenka, uma jovem estudante de arte, apaixona-se por Josef, um médico recém-formado. Casam-se, mas, pouco tempo depois, como tantas outras famílias, são separados pela guerra. Na América, Josef torna-se um obstetra bem-sucedido e constrói uma família, apesar de nunca esquecer a mulher que acredita ter morrido. Mas, no campo de Terezin, Lenka sobrevive graças aos seus dotes artísticos e à memória de um marido que julgava nunca voltar a ver. Do conforto da vida em Praga antes da ocupação, aos horrores da Europa em guerra.    Um Amor Perdido   explora a resistência do primeiro amor e do espirito humano e a capacidade de recordar.

Resenha do livro - Um amor perdido

Resenha:   Um amor perdido   nos transporta para três períodos da história, o pré-guerra, o durante a Segunda Guerra Mundial e o pós-guerra e logo conhecemos a forte protagonista Lenka, uma jovem de família judia que vive com seus pais em Praga e que tem uma babá adorável. Lenka em sua infância convive com uma mãe depressiva por não conseguir ter um segundo filho, mas depois de um tempo tudo mudo e ela ganha uma irmãzinha.

A família de Lenka tem boas condições financeiras, por isso, eles vivem muito bem e Lenka consegue entrar para a faculdade de artes, onde ela conhece Veruska, irmã de seu futuro grande amor, Josef.

Depois de um fim de semana na casa de campo da família de Veruska, Josef e Lenka começam um relacionamento que eles resolvem manter apenas para si, porém, depois de um tempo com a ameça de os nazistas conseguirem tomar Praga eles resolvem se casar com a promessa de que Josef vai conseguir visto para toda a família de Lenka ir embora para os EUA – o pai de Josef já tinha providênciado para sua própria família.

Lombada do livro - um mor perdido

Porém, como você deve imaginar, os planos do casal não saem como planejado e Lenka se recusa a ir embora e deixar seus pais e sua irmã em Praga em plena guerra, por isso, eles acabam se separando. Depois de muitas cartas trocadas, chega uma hora que Lenka para de responder as cartas de Josef – ela foi transferida para Terezin, um tipo de campo de concentração – e Josep vai amargar anos de dúvida se sua amada sobreviveu ao holocausto ou não, já Lenka após saber de um atentado no navio onde estava seu marido ela acredita que ele morreu.

Depois da guerra Josef resolve continuar sua vida e acaba se casando, depois de receber a noticia de que Lenka tinha falecido no campo de Auschwitz, já Lenka, após a guerra conhece um soldado norte americano que se apaixona por ela e também resolve seguir a vida e se casa com ele.

contra capa do livro - um amor perdido

Bom, como a versão do livro que eu recebi é uma prova antecipada, eu não sei com certeza se o livro publicado se desenvolve exatamente igual ao qual eu li, porém, eu acredito que o começo seja igual, portanto, logo no inicio você já descobre que o nosso querido e sofrido casal vai acabar se reencontrando.

Um amor perdido     com certeza já entrou para a lista de meus livros favoritos.  Alysson Richman escreve de maneira fluida e consegue nos fazer embarcar na vida dos personagens e sofrer tudo junto com eles. A leitura é difícil, pesada, aquilo que a gente já esta acostumado quando o assunto é livros sobre a Segunda Guerra Mundial, porém, também é sensível e prende nossa atenção do inicio ao fim, tanto que li 335 páginas em apenas um final de semana.

capa do livro - um amor perdido

Um amor perdido   é um livro que eu indico para todos que gostam de romances históricos e que gostam do tipo de leitura que vai te deixar bem arrasada no final, porque depois de tanta desgraça, não tem como não se comover. Eu só posso agradecer ao   Grupo Editorial Record    por me dar o prazer dessa leitura.

Compartilhar:
13 Jan , 2019

Resenha: O Melhor do Cortella

em Livros

Mário Sergio Cortella sem dúvida é um dos intelectuais brasileiros mais populares da atualidade e em 2018 ele completou 30 anos da publicação de seu primeiro livro – Descartes: A Paixão pela Razão. No livro   O Melhor do Cortella   nos temos um breve relato do autor contanto como foi sua trajetória nesses 30 anos como autor, professor, secretário municipal de Educação de São Paulo e também como apresentador de programas de TV.

Capa do livro - O melhor do Cortella

Depois de entendermos melhor como  Mário Sergio Cortella se tornou uma grande referência o livro    O Melhor do Cortella    nos mostra uma seleção de frases e ideias que foram utilizadas nos livros publicados pelo mesmo durante esses 30 anos.

O Melhor do Cortella – Trilhas do Pensar    é o primeiro volume de uma trilogia para comemorar tantos anos de escrita, ideias, pensamentos e frases. Aqui o livro é dividido por tópicos que englobam filosofia, religião, política, ciência e arte.

Abaixo eu selecionei alguns pensamentos que estão nesse volume para dar um pequeno aperitivo para você se inspirar e quem sabe adquirir essa trilogia e por que não, outros títulos do autor?

Lombada do livro - O melhor do Cortella

“Mesmo as ideias mais abstratas expressam uma realidade concreta, seja para entendê-la, seja para atuar sobre ela.” (Descartes: a paixão pela razão.)

“Para não exaurir nossa humanidade, é urgente cooperar, e, todos os dias, recordar este ditado africado: “Se quiser ir apenas rápido, vá sozinho, se quiser ir longe, vá com alguém.”” (Não se desespere!)

“Liberdade é fazer o que não prejudica outra pessoa.” (Pensar bem nos faz bem!)

“O que queremos todos, aquilo que vale a pena, é vida longa e boa. Porque só vida longa pode ser uma experiência de agonia inútil.” (Vivemos mais! Vivemos bem?)

“Não se confunda politica com partido. Partido é uma forma de fazer politica.” (Não se desespere!)

“Politica é a vida em comunidade, a vida em sociedade, portanto, a obra humana coletiva. Creio que uma das razões, em algumas circunstâncias, do apodrecimento da esperança reside justamente no fato de as pessoas não terem contato com o resultado da obra que fazem.” (Sobre a esperança)

Contra capa livro O melhor do Cortella

“A democracia não é a ausência das regras; ela é a ausência de opressão.” (Basta de cidadania obscena!)

“Princípios como transparência, isonomia e liberdade de expressão apoiam uma salvaguarda contra qualquer tirania.” (Ética e vergonha na cara!)

“O que é uma pessoa íntegra? É uma pessoa correta, que não se desvia do caminho, uma pessoa justa, honesta. É uma pessoa que não tem duas caras. Qual a grande virtude de uma pessoa íntegra? Ela é sincera.” (Educação, convivência e ética)

“Afinal, religião e filosofia não obrigatoriamente são incompatíveis.” (Pensar bem nos faz bem!)

 

Compartilhar:
26 Nov , 2018

Saiba Tudo Sobre Casas Inteligentes

em Aleatoriedades

casa inteligente

Casa Inteligente – Foto: John Tekeridis/Pexels

Quando você não está em casa, pequenas dúvidas podem começar a enlouquecer sua mente. Eu desliguei a cafeteira? Eu configurei o alarme de segurança? As crianças estão fazendo o dever de casa ou assistindo televisão?

Com um “lar inteligente”, como os que estão surgindo atualmente no mercado imobiliário, você pode silenciar todas essas preocupações com uma rápida olhada no seu smartphone ou tablet. Você pode conectar os dispositivos e aparelhos em sua casa para que eles possam se comunicar uns com os outros e com você.

Qualquer dispositivo que use eletricidade pode ser colocado em sua rede doméstica e sob seu comando. Só para você ter uma ideia, há casas decoradas que podem ser gerenciadas com controle remoto, tablet ou smartphone; os aparelhos da casa “reagem” ao seu chamado.

A maioria dessas aplicações está relacionada à iluminação com pendentes ou arandelas, segurança doméstica, home theater e entretenimento, além de regulação do termostato.

A ideia de uma casa inteligente pode fazer você pensar em George Jetson e sua morada futurista, ou talvez em Bill Gates, que gastou mais de US$ 100 milhões construindo sua casa inteligente.

Até mesmo no mercado de imóveis à venda no Brasil já é possível encontrar algumas casas inteligentes em grandes metrópoles do país. Ou seja, estejamos falando de especialistas em tecnologia ou de ricos que gostam de imóveis de luxo, as casas inteligentes e a automação residencial estão se tornando cada vez mais comuns.

Muito disso se deve ao sucesso dos smartphones e tablets. Esses computadores ultraportáteis estão em toda parte e suas conexões constantes com a Internet significam que podem ser configurados para controlar uma miríade de outros dispositivos on-line. É tudo sobre a Internet das Coisas.

A Internet das Coisas é uma expressão que se refere aos objetos e produtos que são interconectados e identificáveis através de redes digitais. Esta proliferação de produtos está ficando maior e melhor a cada dia, principalmente no mercado de imóveis à venda.

Todos os componentes eletrônicos da sua casa podem se tornar uma peça para essa revolução tecnológica, desde a sua geladeira até o seu fogão. No próximo tópico, vamos dar uma olhada mais a fundo sobre as tecnologias presentes em casas assim.

Softwares e tecnologias presentes em casas inteligentes

A automação residencial tem uma longa e incerta história. Por muitos anos, as tendências tecnológicas surgiram e desapareceram, mas uma das primeiras empresas a encontrar sucesso ainda está por aí.

A gênese de muitos produtos domésticos inteligentes foi em 1975, quando uma empresa na Escócia desenvolveu o X10. O X10 permite que produtos compatíveis “conversem” entre si pelos fios elétricos existentes em uma casa.

Enquanto os dispositivos X10 ainda estão por aí, outras tecnologias surgiram para as redes domésticas. Em vez de passar pelas linhas de energia, muitos novos sistemas usam ondas de rádio para se comunicar. É assim que os sinais BlueTooth, Wi-Fi e de celular funcionam.

Duas das redes de rádio mais proeminentes em automação residencial são a ZigBee e a Z-Wave. Ambas as tecnologias são redes de malha, o que significa que há mais de uma maneira da mensagem chegar ao seu destino.

O uso de redes sem fio oferece mais flexibilidade para a colocação de dispositivos, mas, como linhas elétricas, elas podem sofrer interferências. O Insteon oferece um caminho para a sua rede doméstica se comunicar através de fios elétricos e ondas de rádio, tornando-a uma rede de malha dupla.

Se a mensagem não estiver sendo transmitida em uma plataforma, ela tentará a outra. Em vez de rotear a mensagem, um dispositivo Insteon transmitirá a mensagem e todos os dispositivos pegarão a mensagem e a transmitirão até que o comando seja executado.

Os dispositivos agem como pares, em oposição a um que serve como instigador e outro como receptor. Isso significa que quanto mais dispositivos Insteon estiverem instalados em uma rede, mais forte será a mensagem.

A seguir, daremos uma olhada nos produtos que você precisará para ter sua casa inteligente em funcionamento.

Configurando casas inteligentes

X10, Insteon, ZigBee e Z-Wave fornecem apenas a tecnologia fundamental, chamada protocolos, para comunicação doméstica inteligente. Eles criaram alianças com fabricantes de produtos eletrônicos que realmente criam os dispositivos para o usuário final. Aqui estão alguns exemplos de produtos domésticos inteligentes e suas funções.

 

  • Câmeras rastrearão o exterior de sua casa mesmo que seja escura como breu.
  • Você pode controlar um termostato da sua cama, do aeroporto ou de qualquer lugar em que o seu smartphone tenha um sinal.
  • Latas de lixo poderão “monitorar” o que você joga fora e gerar pedidos on-line para substituições.
  • Refrigeradores poderão “criar” receitas de jantar com base nos ingredientes armazenados no interior.
  • Lavadoras e secadoras enviarão alertas de mensagens de texto quando o ciclo terminar.
  • Luzes LED permitem programar cor e brilho diretamente do seu smartphone.
  • Os sensores de movimento enviarão um alerta quando houver movimento em torno de sua casa e eles poderão até mesmo identificar a diferença entre animais de estimação e ladrões.
  • A integração com smartphones permite ligar e desligar luzes e aparelhos a partir do seu dispositivo móvel.
  • Fechaduras e portas de garagem podem abrir automaticamente quando o smartphone se aproxima.
  • Alertas automáticos do seu sistema de segurança irão imediatamente para o seu smartphone, para que você saiba instantaneamente se há algum problema em casa.
  • Muitos dispositivos também vêm com servidores da Web integrados que permitem acessar suas informações on-line.

Esses produtos estão disponíveis em lojas de produtos para casa, lojas de eletrônicos ou lojas on-line. Antes de comprar, verifique qual tecnologia está associada ao produto.

Produtos que usam a mesma tecnologia devem funcionar juntos, mas podem até ser de fabricantes diferentes. Conectar um X10 e um produto Z-Wave, por exemplo, requer um dispositivo de ponte e, muitas vezes, extrema paciência e algumas habilidades técnicas de sua parte.

Se você trabalha no mercado imobiliário e está buscando terrenos para comprar pra construir casas inteligentes, você já pode começar a pensar a partir de agora alguns meios de criar o máximo possível de automação residencial.

Para começar, pode ser melhor pensar em tarefas feitas rotineiramente pelas pessoas dentro de casa e, em seguida, encontrar uma maneira de automatizá-las.

Você pode começar com um kit inicial de iluminação e adicionar dispositivos de segurança posteriormente. Se você quiser começar com um sistema mais expansivo com muitos recursos, é uma boa ideia projetar cuidadosamente como a casa funcionará, especialmente se for necessário religar ou renovar.

Além disso, você precisará posicionar estrategicamente os nós das redes sem fio para que eles tenham um bom intervalo de roteamento, daí a importância de se pensar nisso antes mesmo de optar por esses ou aqueles terrenos para comprar.

Cerca de 60% dos construtores de residências que instalaram dispositivos de automação doméstica contrataram ajuda profissional.

Se você estiver procurando por um técnico, verifique se eles têm certificação na área, o que representa que o mesmo possui proficiência na instalação, manutenção e solução de problemas de equipamentos de rede doméstica de qualquer fornecedor.

O custo de uma casa inteligente varia dependendo de quão inteligente é a casa. Se você construir a casa inteligente gradualmente, começando com um sistema de iluminação básico, pode lhe custar apenas algumas centenas de reais.

Um sistema mais sofisticado custará dezenas de milhares de reais, sendo que elementos de sistemas de home theater também podem elevar o custo da casa em cerca de 50%.

Exemplo de casa inteligente: O lar de Bill Gates

A casa do presidente da Microsoft, Bill Gates, nos arredores de Seattle, em Washington, pode ser a casa inteligente mais famosa até hoje. Todos na casa estão presos com um chip de rastreamento eletrônico.

Conforme você se move pelas salas, as luzes se acendem à sua frente e desaparecem atrás de você. Suas músicas favoritas irão acompanhá-lo por toda a casa, assim como o que você estiver assistindo na televisão.

Você pode se divertir olhando a extensa coleção eletrônica de imagens fixas de Gates, todas disponíveis sob demanda. O chip registra tudo o que você faz e faz ajustes conforme aprende suas preferências. Quando dois chips diferentes entram na mesma sala, o sistema tenta reproduzir algo que as duas pessoas gostem.

E então, para você, vale a pena gastar milhares de reais em uma casa inteligente? Compartilhe o post nas redes sociais com a sua opinião sobre o assunto.

Compartilhar: