12 Oct , 2018

Soluções Rápidas de Paisagismo para sua Casa!

em Decoração

Pensar em cada detalhe da casa é muito importante no momento da decoração de um ambiente ou do jardim, uma vez que são eles que vão dar aquele ar diferente e encantador para os moradores e as visitas. Não queira poupar tempo e fazer tudo na correria, procure analisar cada ideia e como ela pode contribuir na decoração e não deixar o ambiente pesado. E, claro, aqui entram alguns itens de paisagismo que são conhecidos no mundo da arquitetura e design de interiores, tais como flores, pedras, vasinhos, entre outros tantos elementos naturais que podem compor o ambiente.

Vale lembrar que não existe o certo ou errado, aqui o que importa é o gosto de cada um e de que forma as ideias serão elaboradas e colocadas em pratica. Por isso, deixe a imaginação tomar conta e use e abuse de acessórios que combinam com a sua personalidade. Se você possui casas em condomínio em fechado, aproveite ao máximo toda a região do jardim e as árvores, não economize espaço.

Não está inspirado para começar o projeto? Procure sempre referências e estilos que te chamaram a atenção, pois assim será mais fácil começar o projeto e seguir a mesma linha até o final. Separamos algumas ideais e dicas que podem ser muito úteis durante o processo. Confira e se inspire!

paisagismo em casa

O que não pode faltar na decoração?

O primeiro ponto que deve ser definido antes de escolher os acessórios que irão fazer parte da decoração é o estilo do jardim, uma vez que isso irá guiar o resto do projeto. Procure seguir o mesmo padrão do restante da casa, não tente mudar completamente a linha de cores e texturas. Lembrando que não é necessário apenas decorar a parte de fora da casa, é interessante trazer para a sala alguns objetos que lembrem a natureza.

Certamente tem alguns acessórios que são típicos da decoração do jardim, terraço e varanda, como banquinhos, pedras, arbustos, grama, vasos de diferentes formatos, canteiros de madeira, luminárias, gaiola, chaleira antiga, cactos, cadeira de balanço, rede para descanso, mesinhas de madeira ou metal, casa de passarinho, mistures flores de diferentes características, tapetes em cima da madeira e utilize esculturas.

Mas é importante entender que não é preciso utilizar tudo na sua decoração, selecione aquele que mais te chamam a atenção e combinam com a sua ideia. Se preferir, opte por elementos mais modernos e que despertam vida e personalidade ao jardim e ao restante da casa. Lembre-se de conferir que tudo esteja em perfeita harmonia e sempre conectado, caso contrário ajuste os detalhes.

Ideia de decoração

Após entender alguns dos acessórios que não podem faltar na decoração do seu jardim, é hora de conferir algumas ideias maravilhosas que separamos exclusivamente para você. Muitos terrenos à venda em condomínio fechado possuem uma grande área de jardim, onde é possível decorar com diversas flores e artigos. Se possível, procure ideias em sites e revistas, irá ajudar a inovar e conhecer as tendências ao redor do mundo.

Durante uma rotina corrida e muito agitada durante o dia não tem nada melhor que um momento de descanso e bem estar na companhia de alguém especial, por isso os jardins com um cantinho de privacidade reservado estão fazendo cada vez mais sucesso. Na maioria dos casos é utilizada a cerca natural, uma vez que é feita de arbustos e ajuda a deixar o jardim mais bonito e com uma cara nova. Coloque vários tipos de flores distintos, principalmente as rosas, violetas, orquídeas e girassóis, as mesinhas e cadeiras também são muito bem-vindas. Utilize algumas flores semelhantes dentro da casa, em cima da mesa e nas janelas, o resultado será perfeito!

Os jardins de pedra também estão entre os preferidos das pessoas que não perdem nada sobre tendências no Brasil e no mundo, pois costumam ser muito elegantes e chamativos, além de permitir que seja ligada com a decoração de dentro da casa e das varandas. Utilize pedras naturais e de diferentes formatos e cores, combine objetos antigos e delicados como gaiolas e mesinhas de metal.

Jardins que fazem jogos de luzes costumam se muito bonitos, é possível criar um efeito de iluminação que comece na casa e se estenda por toda a área de fora. Além disso, é interessante que sejam colocadas lâmpadas no meio das flores para criar um efeito especial e muito chamativo. A luz natural também deve ser muito aproveitada durante o dia, não deixe de lado esse privilegio.

Não é necessário utilizar apenas uma das ideias mencionadas anteriormente, se preferir pegue um pouco de cada uma e monte a sua ideia original e diferenciada. Também tente utilizar um pouco dos outros estilos tão conhecidos e famosos, como o modernismo, contemporâneo, rustico e tradicional.

Vale a pena comprar ou reciclar na decoração?

Na decoração do jardim e da casa não é necessário estar comprando itens novos, principalmente se o objetivo é gastar pouco e não fugir do orçamento definido no inicio do projeto. Vários anúncios de imóveis são voltados para esse conceito de inovação e criatividade, não desperdice essa oportunidade, tente reutilizar e dar novas opções de uso para os acessórios que já fazem parte da casa ou do apartamento.

Antes de decidir comprar algum item para complementar a decoração do jardim, compare os preços que são oferecidos nas lojas do setor e crie uma lista de comparação para saber se é ou não uma opção viável para o projeto. Peça dicas para especialistas na área, arquitetos, designers de interiores e profissionais da área de decoração, certamente eles irão ajudar muito nesta decisão e apresentar soluções diferentes que irão fazer toda a diferença!

Gostou do artigo? Continue acompanhando nossas postagens e saiba tudo sobre decoração e como deixar a sua casa em perfeitas condições e com muito estilo. Compartilhe em suas redes sociais, assim poderá inspirar muitas pessoas com estas ideias incríveis para o jardim.

Compartilhar:
27 Sep , 2018

Resenha: É Assim que Acaba – Colleen Hoover

em Livros

É Assim que Acaba é o segundo livro da autora Colleen Hoover que eu leio e que eu amo. o primeiro foi Confesse, um livro muito envolvente e que eu devorei super rápido, porém, É Assim Que Acaba me tocou muito mais, porque ele trata de um assunto muito atual e que assombra a vida de milhares de mulheres: a violência doméstica.

Capa do livro - É assim que acaba

Quando comecei a ler a história de É Assim Que Acaba eu pensei que seria apenas mais um romance como todos os outros. Lily, uma jovem que tem um sonho de abrir a sua própria floricultura e Ryle que sonha em se tornar o maior neurocirurgião de Boston, até ai, tudo bem.

Quando Lily e Ryle se conhecem no alto de um prédio eu só pensava: hum! vai ser mais um romance mamão com açúcar, e até certa parte é sim. Apesar das diferenças o casal parece que tem tudo para dar certo e começam um relacionamento que aparentemente é lindo, romântico, o que todo mundo sonha em ter

Contra capa livro - É assim que acaba

O livro É Assim Que Acaba é divido em duas partes, e na primeira, acontece isso que eu contei ai encima, porém, na segunda nós vemos o mundo de Lily começar a desandar, quando lembranças de sua infância e adolescência começam a fazer parte de sua vida novamente, mas agora quem está passando na pele tudo o que sua mãe sofreu é ela.

Uma parte muito importante do livro é quando Lily lê trechos de seus antigos diários, lá descobrimos o quão traumatizante foi sua infância e adolescência, pois, ela via sua mãe ser agredida pelo seu pai sem poder fazer nada para ajudar e também conhecemos Atlas, um garoto que estudava na mesma escola que ela e que foi o seu primeiro amor.

Livro - É assim que acaba

Uma das minhas partes favoritas do livros é quando Lily reencontra Atlas em Boston depois de tantos anos sem um saber do outro. Apesar de eu gostar de Ryle no começo, Atlas com certeza é um personagem de grande peso na história do livro e na vida de Lily.

Quando eu percebi que o livro É Assim Que Acaba iria tratar de um assunto tão pesado foi realmente chocante, porque no início tudo parecia lindo, leve e feliz. Mas não, ele é extremamente doloroso e é impossível não começar a pensar sobre a história de vida de milhares de mulheres que passam pelas mesmas coisas que Lily passou no livro, isso quando não é ainda pior e mais trágico.

É Assim Que Acaba  nós transporta para dentro da mente de Lily e vê todos os dilemas que uma mulher nessas situações passa, como a dúvida de se deve perdoar ou não, os pensamentos otimistas de que o homem amado não vai fazer aquilo de novo, o medo que vai destruindo sua vida aos poucos.

A principal mensagem desse livro é que a sociedade precisa entender que a culpa nunca é da vítima e que não há nada que justifique as atitudes do agressor.

Compartilhar:
20 Sep , 2018

Resenha: O Nome da Morte por Klester Cavalcanti

em Livros

O livro O Nome da Morte do autor Klester Cavalcanti conta a história real de Julio Santana, o homem que já matou 492 pessoas, isso mesmo, esse cara já matou quase 500 pessoas e essa doideira toda é uma história real.

No livro O Nome da Morte nós acompanhamos a vida de Julio desde sua adolescência, quando ainda morava com os país à margem do rio Tocantis, até o ano de 2006, quando ele decide largar essa vida de pistoleiro e viver em paz com a família.

Capa do livro - O Nome da Morte

O autor de O nome da morte é um premiado jornalista, que dentre outros já recebeu três vezes o Prêmio Jabuti de Literatura e nesse livro ele faz um trabalho fantástico. Com uma narrativa fluida e envolvente, Klester Cavalcanti consegue fazer com que o leitor crie empatia pelo maior assassino de aluguel do Brasil, porém, o autor levou sete anos para convencer Julio Santana a deixar que seu nome fosse divulgado no livro e que também utiliza-se uma foto sua na publicação – claro que foram usados recurso para que a foto ficasse embaçada, afinal, Julio Santana teme ter que prestar contas a justiça por 35 anos de trabalho como matador profissional.

Julio Santana foi levado a essa vida por seu tio Cícero, e ele sempre diz que essa foi a única coisa que ele aprendeu a fazer na vida, por isso, nunca abandonou a profissão, afinal, ele precisava sustentar sua esposas e filhos.

Julio Santana, conhecido também como Julão, saiu do meio da selva amazônica lá em 1971 para percorrer vários estados fazendo seu trabalho. Tudo começou quando seu tio ficou doente – com malária – e não conseguiria concluir um serviço, matar o pescador conhecido como Amarelo. Depois de muito insistir e também de chantagear, Cícero consegue convencer Julão a assassinar o pescador, e depois Julio fica dias pensando no ocorrido, e jura para si mesmo que nunca mais mataria alguém na vida.

Contra capa do livro - o nome da morte

Depois desse crime, tio Cícero convence Julio também a trabalhar como guia do exercito na Guerrilha do Araguaia, onde ele foi um dos responsáveis pela captura do José Genoino, homem que se tornaria um dos políticos mais influentes do pais anos depois.

Entre ditadura militar, disputa por dinheiro, suspense, mortes, amor, violência e muito sofrimento, nós vamos sendo levados cada vez mais para dentro da história de Julio Santana, um dos personagens mais interessantes que eu já tive o prazer de ler sobre sua vida. O mais interessante, é o quanto eu ficava pensando durante todo o livro como eu podia sentir tanta empatia por um homem que causou tanto sofrimento a tanta gente. Porém, tudo isso se deve a ótima narrativa que Klester Cavalcanti, pois, apesar de ele não tentar em nenhum momento fazer de Julio um homem inocente, ele também não faz esse homem se tornar um monstro.

Acredito que tudo isso se deve pela personalidade carinhosa que Julio sempre mostrou a família, tanto já em sua fase adulta, junto com a esposa e filhos, quanto quando ele era um adolescente no meio da selva onde tudo o que ele queria fazer era sair para caçar com o pai, brincar com os irmãos e namorar Ritinha.

Livro - O nome da morte

O Nome da Morte A História Real de Júlio Santana, O Homem que Já Matou 492 Pessoas com certeza é um livro que me marcou muito, devido toda a sua violência, mostrando ao mesmo tempo um Júlio carinhoso e inocente, e em outros momentos, um Júlio frio capaz de cometer atrocidades e sempre sair impune.

Compartilhar:
03 Sep , 2018

Resenha: Sob a Luz da Escuridão – Ana Beatriz Brandão

em Livros

O livro Sob a Luz da Escuridão é o primeiro volume de uma trilogia que se passa em um mundo pós-apocalíptico que acontece após a 4º Guerra Mundial escrito por Ana Beatriz Brandão.

O mundo chegou ao cenário catastrófico que vemos no livro após um presidente eleito conseguir enganar toda uma população, e após alguns meses eleito, ele aplica um golpe de estado que consegue ocupar todo o planeta, e assim ele começa a colocar regras sobre como deveria ser a aparência das pessoas (altas, magras, loiras e de olhos claros), também não podia existir deficientes e pessoas velhas demais, resumindo, um líder fictício muito parecido com um homem famoso do nosso passado.

Capa do livro - Sob a luz da escuridão

Depois de anos nesse regime começou a  4º Guerra Mundial, foi quando a população resolveu se voltar contra essa ditadura que acabou dizimando 2/3 da população mundial.

Em Sob a Luz da Escuridão nós temos quatro personagens principais, que são Lollipop, uma garota metacromo que tem o poder de telecinese, Jazz, que consegui produzir fogo com o seu próprio corpo, Evan, um vampiro que sabe controlar mentes e Sam, que assim como Jazz também tem o poder de produzir e controlar o fogo.

 

Quando conhecemos Lollipop ela acaba de acordar em um Instituto, esse instituto foi criado em homenagem ao antigo ditador e lá eles fazem experimentos com os metacromos – pessoas que acabaram sofrendo mutações depois de anos guerras sendo expostos a radiação. Quando Lollipop acorda ela ouve vozes mandando-a fugir daquele lugar, e como o lugar está sendo atacado, tudo o que ela faz é fugir e assim ela acaba conhecendo Chris e Jéssica – a Jazz.

lombada do livro - sob a luz da escuridão

Depois de dois anos de amizade, o lugar onde Jazz, Lolli e Chris começa a ser atacado pelos Eles e Chris obriga as duas a fugirem enquanto ele fica para trás para tentar protegê-las, assim Lollipop e Jazz se veem sendo obrigadas  a aprender a viver longe de casa e sem a ajuda dos amigos.

Depois de uns dias se escondendo elas acabam sendo capturadas pelo clã de Evan, mas apesar de Lollipop não se lembrar de Evan, eles se conhecem a muitos e muitos anos e assim nós vamos começando a entender qual foi o passado de Lolli, como ela foi parar no Instituto e de onde o vampiro a conhece.

Sob a luz da escuridão é aquele tipo de livro que a gente tem vontade de devorá-lo de uma vez só, de tanta adrenalina e suspense que ronda a história, porém, um romance no meio do livro fez a história começar a se arrastar e perder um pouco toda aquela empolgação de antes.

páginas do livro - sob a luz da escuridão

Sob a Luz da Escuridão é o primeiro livro da Ana Beatriz Brandão que eu leio e confesso que estou apaixonada, apensar do romance meio cansativo no meio da história, o livro não perde o pé da meada e continua bem empolgante até o final, que termina com uma excelente deixa para o segundo volume da trilogia que eu já estou super ansiosa para ler.

Esse livro com certeza é uma leitura que eu indico para todos que estão procurando um livro divertido, que te prenda do inicio ao fim e também indico para quem curte um romance daqueles meio melosinho, é um livro para todos os gostos.

Compartilhar:
22 Aug , 2018

Resenha: O Tipo Certo de Garota Errada de A. C. Meyer

em Livros

Oi gente, eu acabei a leitura do livro O Tipo Certo de Garota Errada da autora A. C. Meyer, livro este que é o primeiro da série Garotas e confesso que fui lê-lo com muita expectativa, mas para você saber mais sobre a história e sobre o que eu achei do livro O Tipo Certo de Garota Errada você precisa continuar a leitura desse post.

Livro - O tipo certo de garota errada - A. C. Meyer

Livro – O tipo certo de garota errada – A. C. Meyer

Em O Tipo Certo de Garota Errada nós conhecemos Malu, uma jovem rebelde, porém, super de bem com a vida e que faz questão de colocar muitas cores em seu dia a dia, literalmente. No início no livro, Malu está cursando Direito, por vontade de seu pai, porém, o seu grande sonho é poder viver de sua arte.

Logo no começo da faculdade Malu conhece Rafa, o cara gato clichê que se torna o seu grande amigo, mas que no fundo alimenta um amor pela garota e claro, ela também o ama, mas não dá o braço a torcer.

Foi ali, no primeiro dia de aula da entediante faculdade de direito, que conheci o homem que roubou o coração que eu nem sabia que existia.

Malu é uma talentosa pintora, que além de além de colocar muitas cores em seus quadros, também faz questão de colorir o seu corpo com muitas tatuagens e vive mudando a cor do cabelo.

lombada do livro - o tipo certo de garota errada - A. C. Meyer

Páginas do livro - O tipo certo de garota errada de A. C. Meyer

Apesar de Malu carregar muita magoa em relação a sua família em seu coração, ela é sempre aquela garota alto astral que todos querem ter por perto, mas um dia Malu resolve se conversar com o seu pai sobre as suas escolhas para o futuro e claro, o homem fica ainda mais estressado com a garota e resolve expulsa-la de sua vida.

Assim, Rafa acaba se aproximando ainda mais de Malu, pois é ele quem vai ajudá-la nessa hora tão difícil, mas mesmo cada dia mais próximos, Rafa e Malu teimam em negar a relação que já deveria existir entre eles a muito tempo. Mas com todas as mudanças na vida de Malu, ela acaba conhecendo Clara, sua nova vizinha que vai se tornar uma grande amiga para Malu, em uma das horas mais difíceis de sua vida.

capa do livro - o tipo certo de garota errada de A. C. Meyer

O que eu sentia pelo Rafa era mais próximo de amor que eu já havia experimentado. Nunca fui amada, então não sabia nem identificar o sentimento.

Apesar de clichê e de ter um final bem obvio, O Tipo Certo de Garota Errada é um livro gostoso de se ler, A. C. Meyer escreve de forma muito envolvente e fluida o que faz a história não ser cansativa e Malu é realmente uma personagem cativante, divertida e muito envolvente, aquele tipo de personagem que faz a gente torcer pela sua felicidade a todo momento.

A base do livro tem uma linda história de amor, que no principio é só amizade e que por medos devido as suas experiencias de vida, o amor de Rafa e Malu acaba sendo adiando a cada dia que passa. O Tipo Certo de Garota Errada é aquele livro para quem gosta de um romance clichê mas que agrada a todos.

Compartilhar: